segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Um filme, uma década

A primeira década do século XXI caminha para o fim (em 2011...) e os profissionais das listas entram em ebulição. Não é crítica. Sou um deles, como se pode ver aqui. Mas eleger um único filme, mesmo que seja antes do tempo, é tarefa ingrata e a Slate resume a dimensão da empreitada. Pessoalmente, concordo em parte com o Ricardo, sobretudo na escolha do Rivette, do Clint e do Spike Lee (mas não, hélas, do Cronenberg). Contas feitas e refeitas, aposto em dois: Saraband (2003) e Starting Out in the Evening (2007), este último por razões pessoais. Mas sempre gostava de ouvir as opiniões da Charlotte, do Alberto, do Joaquim, do Francisco, do Paulo, do Pedro, do Henrique, do Bruno, do outro Bruno, do Carlos, do Luciano, do Martim, dos Eduardos (este e este) e de quem mais vier.
[JPC]

4 comentários:

Jonas Lopes disse...

Elegi alguns deles: http://gymnopedies.blogspot.com/2009/06/os-melhores-da-decada.html

abs

Francisco disse...

Aqui fica: http://www.youtube.com/watch?v=fqsVbKL4Gls&feature=related

La meglio gioventu...6 horas de melhor filme da década.

http://www.youtube.com/watch?v=fqsVbKL4Gls&feature=related

MacGuffin disse...

Xiii, só agora vi isto. vou já tratar do assunto. Obrigado, João.

JM Coutinho Ribeiro disse...

olha! só podes estar a gozar... Sabes bem que eu não sou um cinéfilo. O melhor é perguntares ao Pedro Correia...