domingo, 7 de novembro de 2010

Tribunais Populares

Pedro Passos Coelho pretende responsabilizar civil e criminalmente quem espatifou as contas públicas. Uma ideia populista e perigosa em tempos de histeria colectiva? Não na cabeça do dr. Passos, que já anda por aí em campanha eleitoral com o nobre propósito de despejar o eng. Sócrates em 2011. Acontece que a tarefa é mais difícil do que o PSD imagina. Sim, uma moção de censura seria o caminho directo para o tesouro. Mas o dr. Passos sabe, e o dr. Louçã já avisou, que a esquerda não votará com a direita para derrubar o governo. Essa porta está fechada. Como está fechada a porta presidencial, sempre avessa a aventuras do tipo e perpetuamente obcecada com a ‘unidade nacional’. Sobra ao dr. Passos esperar que o PS ‘profundo’ se levante em armas contra o pérfido e usurpador Sócrates, isto se o pérfido e usurpador Sócrates não tiver, como se prevê, mais uma vitória norte-coreana no próximo congresso. O PSD quer voltar rapidamente ao poder; mas nenhum dos atalhos parece aberto de momento. Se calhar, a única solução que resta é mesmo pôr os tribunais a fazer o trabalho sujo da política.
[Crónica no Correio da Manhã]
[JPC]

1 comentário:

S�lvio M. disse...

Caro João Pereira Coutinho.
Quando será possível ter o programa online?
Divido parte do meu tempo por várias partes do mundo e tenho muita pena de não poder aocmpanhar a sua opinião e a dos Franciscos mais vezes.

A propósito você leu o texto pavoroso de José Sócrates na Folha? Eu sinto-me envergonhado pela qualidade do texto e aquele 'saravá' não lembra nem a Lula.

Cumprimentos,
SMDQ